OL1 - Fascículo 01 - No circo

Scorpus provoca um naufragium e assume a liderança

IN CIRCO


Lucius et Iulius amant Circum Maximum. Lucius exclamat: "Hodie prasina superat uenetam, russatam et albatam!". Et Iulius: "Hodie ueneta superat omnes factiones!" Amici cachinnant.

Tum tubae sonant. Imperator stat. Imperator incipit curriculum. Pugna inter aurigas inflammat spectatores! Subito auriga uenetae praecipitat. Spectatores uibrant! Scorpus, auriga prasinae, spectat aduersarios et cachinnat. Prasina uincit. Lucius uibrat. Iulius plorat.

N.B. A sílaba tônica das palavras está destacada em negrito.

[aduersarios = adversários; albatam = equipe branca; amant = amam, adoram; amici = os amigos; auriga prasinae = auriga da equipe verde; auriga uenetae = auriga da equipe azul; cachinnant = gargalham; cachinnat = gargalha; Circum Maximum = Circo Máximo; curriculum = corrida; et = e; exclamat = exclama; hodie = hoje; imperator = imperador; incipit = começa; inflammat = incendeia; Iulius = Júlio; Lucius = Lúcio; omnes factiones = todas as equipes; plorat = chora; praecipitat = cai; prasina = equipe verde; pugna inter aurigas = luta entre os aurigas; russatam = equipe vermelha; Scorpus = Escorpo; sonant = soam; spectat = observa; spectatores = espectadores; stat = está de pé; subito = subitamente; superat = supera; tubae = trombetas; tum = então; ueneta = equipe azul; uenetam = equipe azul; uibrant = vibram; uibrat = vibra; uincit = vence]

LINGVA

1A. Você não vai estranhar o alfabeto latino. Ele é, com pouquíssimas diferenças (inexistência das letras j, v e w) – o mesmo que utilizamos em português: 

A a = [a] – B b = [bê] – C c = [kê] – D d = [dê] – E e = [é] – F f = [ef] – G g = [guê] – H h = [rrá] – I i = [i] – K k = [ká] – L l = [el] – M m = [em] – N n = [en] – O o = [ó] – P p = [pê] – Q q = [ku] – R r = [er] – S s = [es] – T t = [tê] – V u = [u] – X x = [iks] – Y y = [i Graeca] – Z z [dzeta].


O Circo Máximo em Roma

Quanto à pronúncia, utilizaremos a pronúncia do latim clássico, também chamada de reconstituída ou restaurada, por ser fundamentada em estudos linguísticos e por ser a mais utilizada nas universidades brasileiras e estrangeiras:

Vogais

A = [a] → Amor [amor]
E = [é] → Eum [éum]
I = [i] → Pila [pila] 
O = [ó] → Noctis [nóktis] 
V = [u] → Mus [mus]

Ditongos

AE = [ai] → Puellae [puellai]
OE = [oi] → Poena [poina]

Consoantes

C = [k] → Cicada [kikada]
D = [d] → Dies [dies]
G = [guê] → Gemma [guema]
H = [aspirado (house)] → Hodie [rrodie]
M, N = [m], [n] → Vrbem [urbem], Carmen [Karmen]
R, RR = [vibrante (caro)] → Rosa [rossa], currus [kurus]
S = [ss] → Misi [missi]
T = [t] → Scientia [skientia]
X = [ks] → Rex [reks]
Y = [ü] → Lyra [lüra]
Z = [dz] → Zeus [dzeus]
CH = [k] → Achilles [akiles]
PH = [f] → Philosophia [filossofia]
TH = [t] → Thesis [tessis]


Mosaico romano com as quatro principais equipes

1B. Sabemos que um verbo pode expressar: uma ação (e.g. beijar, vestir, correr) ou um estado (e.g. ser, estar). Quando você indica as diversas formas de um verbo (eu amo, tu amas, ele ama, nós amamos, vós amais, eles amam), você o conjuga.

1s eu amo primeira pessoa do singular
2s tu amas segunda pessoa do singular
3s ele ama terceira pessoa do singular
1p nós amamos primeira pessoa do plural
2p vós amais segunda pessoa do plural
3p eles amam terceira pessoa do plural

Também sabemos que o tempo de um verbo indica o momento em que a ação verbal ocorre, ou seja: “eu amo” (presente), “eu amei” (passado), “eu amarei” (futuro).

1C. Quase todos os métodos de latim começam com o presente do indicativo de amo “eu amo”. Este método não é exceção. O verbo amar, em latim amare, pertence à 1ª conjugação (terminação “-are”).

1ª conjugação – amare amar 

Presente do indicativo ativo

1s amo = amo; 2s amas = amas; 3s amat = ama; 1p amamus = amamos; 2p amatis = amais; 3p amant = amam

N.B. As desinências que marcam as pessoas gramaticais estão destacadas com letras maiores.

O registro da 1ª conjugação no dicionário latino é: am-o (1s do presente do indicativo), am-a-re (infinitivo) → amo, amare 1 = amar

1D. Na forma verbal “am-a-t”, o radical am- significa “amor”. A letra seguinte -a- é a vogal temática. Por fim, à última parte -t chamamos desinência. Essa variação no final do verbo indica quem está amando... (-o- = “eu”, -s = “tu”, -t = “ele”, -mus = “nós”, -tis = “vós”, -nt = “eles”). 

1E. Exercícios

I. Traduza as seguintes frases:


Os cavalos também são grandes estrelas

uerberas equos ...............................................................
amant Polydoxum ...........................................................
uerbero equos ................................................................
amatis Polydoxum .........................................................

[amo, amare 1 = amar; Polydoxum = Polidoxo (nome de um famoso cavalo); uerbero, uerberare 1 = chicotear; equos = cavalos]

II. Traduza as seguintes sentenças


Golfinhos e ovos marcam o número de voltas

miratis delphinos ..............................................................
numerat oua ....................................................................
miras delphinos ...............................................................
numero oua ....................................................................

[miro, mirare 1 = admirar; delphinos = golfinhos; numero, numerare 1 = contar; oua = ovos]


III. Traduza as seguintes orações:


Na espinha do circo, há estátuas de deuses e obeliscos

uocat aurigam .........................................................................
spectamus spinam ...................................................................
uocas aurigam ........................................................................
spectant spinam ......................................................................

[specto, spectare 1 = olhar; spinam = espinha (plataforma localizada no meio do circo); uoco, uocare 1 = chamar; aurigam = auriga]


IV. Traduza os seguintes enunciados:


Escorpo, condutor dos verdes

dat praemium ......................................................................
non superas Scorpum ..........................................................
damus praemium .................................................................
non supero Scorpum ...........................................................

[do, dare 1 = entregar; praemium = prêmio; non = não; Scorpum = Escorpo; supero, superare 1 = superar]

1F. Traduza os seguintes provérbios:


Fortuna adiuuat fortes. ...................................................
[Fortuna = Fortuna (deusa); adiuuo, adiuuare 1 = favorecer; fortes = fortes, audaciosos]

Aquila non captat muscas. ...............................................
[aquila = águia; non = não; capto, captare 1 = capturar; muscas = moscas]

Medicus curat, natura sanat. ..........................................
[medicus = médico; curo, curare 1 = cuidar, tratar; natura = natureza; sano, sanare 1 = curar, restabelecer a saúde]

Pecunia irritat auarum, non satiat. ....................................
[pecunia = dinheiro; irrito, irritare 1 = irritar; auarum = avaro; non = não; satio, satiare 1 = saciar]

Canes timidi latrant uehementius. .......................................
[canes timidi = cães medrosos; latro, latrare 1 = latir; uehementius = muito]

1G. Para aprofundar

I. Textos

Por que (não) estudar latim hoje?
Se a língua latina é considerada a mãe da língua portuguesa e de outras línguas ocidentais, será que seu estudo não seria importante ainda hoje?. Clique AQUI.

Língua morta, porém popular
Na Alemanha 740 mil jovens aprendem latim. O idioma de Cícero só perde para o inglês e o francês, em termos de interesse. Segundo os especialistas, ele é uma porta para as raízes comuns da cultura europeia. Clique AQUI.

II. Vídeos



Pequena história do latim

Pronúncia clássica ou reconstituída

CVLTVRA

I. Textos

Roma no auge
Exuberância e riqueza, mas também sujeira, bagunça, superpopulação. Viver na primeira megalópole do mundo era uma experiência de contrastes. Clique AQUI.

Corridas de bigas: a Fórmula 1 deles
Alta tecnologia, pilotos famosos, torcedores alucinados e muito dinheiro. Não é à toa que muita gente fala do “circo” da Fórmula 1. Mais de 2 mil anos antes de Ayrton Senna, as corridas de biga já tinham tudo isso. Clique AQUI.

II. Vídeos


Circo Máximo


Corrida na Circo Máximo


Hipódromo de Bizâncio (24min18s a 29min26s)


BIBLIOGRAFIA

AGUIAR, Joaquim Luís Mendes de; RIBEIRO, Roberto Gomes. Gramática de língua latina. 3. ed. [S.l.: s.n.], 1925.
JONES, Peter. Learn latin. Londres: Duckworth, 2006.
WHITAKER, W. Words: latin-to-english & english-to-latin dictionary. [S.l.: s.n.], 1997.

Nenhum comentário: