O romeno e as línguas românicas - PT

O romeno e as línguas românicas

A fisionomia específica de cada língua românica foi desenhada pela conjugação dos fatores da história externa e da história interna de cada uma. O substrato, o superstrato e os diversos adstratos, itens fundamentais da história externa, não podem ser ignorados, se quisermos chegar a explicações aceitáveis da diversidade entre as línguas românicas. Por outro lado, as raízes comuns que emergem do latim vulgar justificam as semelhanças, que fazem delas uma família linguística bem caracterizada.

Nessa perspectiva, o romeno singulariza-se sob vários aspectos dentro da România, mas sem perder seu caráter latino. Representa por isso bom termo de comparação em relação à evolução das outras línguas românicas, ao que todas herdaram do latim vulgar e ao que é próprio de cada uma. Nesse sentido, o romeno, ao lado do sardo, embora sem maior destaque, mereceu atenção especial da área de Filologia Românica na Universidade de São Paulo.

Clique abaixo:

http://www.filologia.org.br/viiicnlf/anais/caderno06-11.html

Nenhum comentário: