O patrimônio das línguas - PT

Mosaico romano

Línguas, de fato, só morrem quando, destituídas de prestígio, são engolidas de forma dramática por outras mais influentes, como ocorre diariamente com muitas línguas nativas do mundo. Só morrem quando sua visão de mundo se torna incompatível com as mudanças sociais, como ocorreu com o hitita, o egípcio e as línguas babilônicas após milênios de influência sobre as línguas do mundo. Nesse sentido, latim e grego antigo estão mais vivas do que nunca sob a forma do vocabulário das línguas de cultura que continuamente se valem delas para gerar neologismos aceitos pela comunidade mundial.

Clique AQUI

Nenhum comentário: