Depravação à romana - PT

Pintura em Pompeia

DEPRAVAÇÃO À ROMANA

Segundo John R. Clarke, catedrático de História da Arte da Universidade do Texas, para os antigos romanos o sexo era um presente dos deuses e uma graça concedida por Vênus, desfrutar dele não representava imoralidade alguma. Talvez por isso, em muitos lares romanos se exibiam todo tipo de objetos, desde esculturas até vasilhas, que mostravam um enorme repertório sexual sem nenhum pudor, ao ponto de que hoje poderiam ser consideradas representações pornográficas.

Curiosamente, nesta sociedade aparentemente tolerante quanto ao sexo, na qual as relações homossexuais entre os homens e com escravas adolescentes não eram mal vistas, algumas práticas, como o lesbianismo e o sexo grupal e oral, eram objeto de marginalização. Desde logo, isso seguramente as estimulava, mas o caso é que um cidadão surpreendido a praticar um cunnilingus era proibido de votar e, do ponto de vista social, ficava reduzido ao mesmo status de gladiadores, prostitutas e artistas.

Fonte: ALONSO, A.; OTERO, L. 10 vividores de la historia. Muy historia, Madri, n. 25, p. 52, set. 2009.

Nenhum comentário: