Frederico Lourenço defende o ensino do Grego e do Latim no ensino secundário - PT


"Quando vemos que noutros países europeus os alunos do ensino secundário, que para tal mostrem apetência, têm a possibilidade de fazer cinco ou mais anos de latim e grego antes de chegarem à universidade, bem lamentamos a situação dos nossos alunos portugueses, que estão condenados a iniciar o latim e o grego na universidade, em licenciaturas que duram apenas três anos", disse Frederico Lourenço.

Clique aqui.

Nenhum comentário: